Segunda, 20 de maio de 2019
11 98407-4416
Especiais

22/04/2019 às 21h07

Taboão da Serra / SP

Retoma as obras da Estação São Mateus, Linha 15-Prata, do monotrilho
A obra está em curso e deverá ser concluída até 31 de dezembro e, em janeiro, iniciam as operações do Monotrilho na zona leste

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter

Retoma as obras da Estação São Mateus, Linha 15-Prata, do monotrilho
Retoma as obras da Estação São Mateus, Linha 15-Prata, do monotrilho

O Governador João Doria e o Secretário de Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, vistoriaram nesta segunda-feira (22) a futura Estação São Mateus, da Linha 15-Prata do Monotrilho.


A visita técnica marcou a retomada das obras para conclusão de quatro estações: Jardim Planalto, Sapopemba, Fazenda da Juta e São Mateus, que devem ser entregues até o fim deste ano. Com essa etapa concluída, a linha vai atender em torno de 350 mil passageiros por dia útil, em 13 km de extensão e dez estações.


“Viemos fazer uma supervisão das obras da Linha 15-Prata, do Metrô, que foi reiniciada. A obra está em curso e deverá ser concluída até 31 de dezembro e, em janeiro, iniciam as operações do Monotrilho aqui para a zona leste, da cidade de São Paulo. Além disso, essa revitalização vai trazer também mais movimento no comércio varejista e vai impactar na geração de novos empregos na região”, disse o Governador.


Para finalizar as estações, o Metrô precisou relicitar as obras, após rescindir o contrato com a empreiteira Azevedo & Travassos e aplicar multas de mais de R$ 7 milhões por abandono dos serviços.


A nova empresa contratada é a STER Engenharia, no valor de R$ 47,5 milhões, que também vai concluir a implantação da ciclovia e do paisagismo sob o traçado do monotrilho.


Outro avanço importante anunciado recentemente para a Linha 15-Prata foi a assinatura do contrato com a empresa Somague Engenharia, que venceu a concorrência para a construção da Estação Jardim Colonial. As obras devem começar nas próximas semanas e a estação está programada para ser aberta em 2021.


Quando a linha estiver completa até Jardim Colonial deverá atender mais de 400 mil passageiros por dia. Serão 15,3 km e 11 estações, com integração à Linha 2-Verde do Metrô, na Estação Vila Prudente, e três terminais de ônibus – Vila Prudente, Sapopemba (da SPTrans) e o terminal São Mateus do Corredor Metropolitano ABD (São Mateus/Jabaquara), gerenciado pela EMTU/SP.


O investimento total para a construção da Linha 15-Prata, que interliga a Vila Prudente ao Jardim Colonial, é de R$ 5,2 bilhões.


Linha 15-Prata


Com tecnologia de monotrilho, a Linha 15-Prata iniciou sua operação em agosto de 2014, entre as estações Vila Prudente e Oratório, com 2,9 km de extensão, contando com o pátio de manutenção e estacionamento de trens.


Em abril de 2018, foram entregues mais 5,5 quilômetros de trilhos, com as estações São Lucas, Camilo Haddad, Vila Tolstói e Vila União. Em janeiro deste ano, essas estações passaram a funcionar em horário integral, das 4h40 até meia-noite de domingo a sexta, e até 1h, na madrugada de sábado para domingo.


 

POR: Elizeu Teixeira Filho/ Fonte Gov. SP

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados

Endereço do jornal: Rua Jundiaí, 56, bairro: Arraial Paulista, Taboão da Serra, São Paulo

Jornalista responsável: Elizeu Teixeira Filho. MTB: 50919/SP

Diretora geral: Vilma Kovacs

Site desenvolvido pela Lenium