Segunda, 20 de maio de 2019
11 98407-4416
Cidades

23/04/2019 às 17h54 - atualizada em 29/04/2019 às 09h16

Taboão da Serra / SP

Lei da deputada Analice garante que policiais tenham acesso a medidas protetivas
A partir de abril, as medidas protetivas que são expedidas pelos juízes, estejam disponíveis online para as rondas da Polícia Militar

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter

Lei da deputada Analice garante que policiais tenham acesso a medidas protetivas
Deputada Analice Fernandes recebe a visita da delegada da Delegacia da Mulher, Aparecida Janduci e da diretora da Coordenadoria da Mulher, Sueli Amoedo para discutirem sobre projetos futuros

A deputada Analice Fernandes recebeu a resposta positiva da audiência que teve com o secretário de Segurança Pública, o General João Camilo Pires de Campos, no dia 06 de fevereiro, quando foi solicitar que os policiais pudessem também acessar as informações sobre as medidas protetivas expedidas no Estado, em favor das vítimas de violência.


“A Secretaria de Segurança acaba de executar mais uma ação, que tem como objetivo atender mais prontamente a vítima de segurança e facilitar e instrumentalizar o trabalho do policial”, explica a deputada Analice, que agradeceu o Secretário durante pronunciamento em tribuna, dia 22 de abril.


A Secretaria de Segurança Pública firmou um Termo de Cooperação com o Tribunal de Justiça, para que a partir do mês de abril, as medidas protetivas que são expedidas pelos juízes, estejam disponíveis online para as rondas da Polícia Militar.


“Nós conseguimos aprovar a Lei que facilitou o acesso dos agentes de segurança as medidas protetivas expedidas pela Justiça - em 2014. É a Lei 15.425/2014 - há dois anos atrás conseguimos sua regulamentação parcial, sendo que as Delegacias de Polícia já dispunham de meios para acessar as medidas protetivas expedidas. Agora conseguimos disponibilizar a informação ao policial que está trabalhando na rua”, explica Analice.


Segundo a deputada outro importante instrumento de defesa da mulher é o recém lançado aplicativo SOS mulher. “Você baixa o app no seu celular, e com um clique você pode rapidamente chamar por socorro”, diz a deputada.


 

POR: Divulgação

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados

Endereço do jornal: Rua Jundiaí, 56, bairro: Arraial Paulista, Taboão da Serra, São Paulo

Jornalista responsável: Elizeu Teixeira Filho. MTB: 50919/SP

Diretora geral: Vilma Kovacs

Site desenvolvido pela Lenium