Sábado, 20 de julho de 2019
11 98407-4416
Esportes

17/07/2018 às 23h09 - atualizada em 17/07/2018 às 23h18

Taboão da Serra / SP

França campeã merecidamente
A classificação antecipada do Brasil nas eliminatórias foi propaganda enganosa

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter

França campeã merecidamente
Mauro Vaz

Já tinha comigo que a seleção brasileira não seria campeã. Claro que houve uma melhora com o Tite no comando, mas pela falta de estrutura o futebol brasileiro precisa mudar, pois está acompanhando o modelo de governistas corruptos existentes no país.


A classificação antecipada nas eliminatórias foi propaganda enganosa porque eliminatória é uma coisa e Copa é outra totalmente diferente. Não tivemos renovação de jogadores devido à falta de seriedade do trabalho na categorias de base nos clubes, federações e CBF, como havia antigamente, onde se preocupavam com o progresso do futebol e não com seus interesses pessoais.


Alguns exemplos de seleções que se planejaram com as renovações e deram certo: França, idade média de jogadores, 26 anos; Inglaterra, idade média de jogadores 26 anos; Bélgica, 27 anos; Croácia, 27 anos; enquanto que o Brasil a idade média era 29/30 anos.


Outro problema do Brasil foram as contusões, além de muitos contundidos vindo de longas temporadas da Europa, como: Douglas Costas, Paulinho, Danilo, Daniel Alves, Renato Augusto, Marcelo. Isso colocou o peso nas costas dos mais novos que sentiram um peso nessa copa, como Neymar, Felipe Coutinho e Gabriel Jesus.


Só para recordar, em 1958, a seleção brasileira saiu do Brasil para a Copa na Suécia com o ataque formado por Joel, Didi, Mazola, Dida e Pepe, depois 4 reservas entraram como titular na copa: Garrincha, Vavá, Pelé e Zagalo. Em 1962, copa no Chile, Pelé se contunde conta a Tchecoslováquia e Amarildo o substitui contra a Espanha e faz os dois gols da vitória do Brasil por 2 a 1. Em 1970, para mim a melhor seleção de todos os tempos com 5 camisas “10” de clubes brasileiros formaram um ataque arrasador com Jairzinho, Gerson, Tostão, Pelé e Rivelino. Já nas outras copas na qual ganhamos, sobressaíram apenas alguns jogadores, Romário em 1994 e Ronaldo em 2002.


Voltando a nossa realidade política do país, precisamos focar realmente no futuro, pois as eleições estão chegando e temos por obrigação procurar saber mais sobre nossos candidatos, não votando em envolvidos em corrupção, principalmente os condenados pela Lava-Jato.


Vejam como a situação do país é grave. Em certo momento da copa vimos umas das maiores tentativas de golpe dos petistas/comunistas: o juiz Sérgio Moro sai de férias durante recesso judiciário, então entram com pedido de Habeas Corpus no TRF-4 no plantão do Desembargador Roberto Favreto e ele defere a soltura do Lula e assim estaria formado o caos no país. O plano diabólico estava armado, mas com certeza nosso juiz Sérgio Moro já estava prevendo isso e conseguiu, para o bem do Brasil e do povo brasileiro, evitar essa tragédia.

POR: Mauro Vaz Oliveira

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados

Endereço do jornal: Rua Jundiaí, 56, bairro: Arraial Paulista, Taboão da Serra, São Paulo

Jornalista responsável: Elizeu Teixeira Filho. MTB: 50919/SP

Diretora geral: Vilma Kovacs

Site desenvolvido pela Lenium