Sexta, 21 de fevereiro de 2020
11 98407-4416
Cidades

13/02/2020 às 21h03

Taboão da Serra / SP

Artistas de Embu das Artes expõem no Museu do Sol em Penápolis
A exposição é fruto da parceria entre o museu e a Secretaria Municipal de Cultura

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter

Artistas de Embu das Artes expõem no Museu do Sol em Penápolis
Artistas de Embu das Artes expõem no Museu do Sol em Penápolis - Foto: PMEA

A exposição coletiva de arte naif “Nem tudo é Mandacaru”, com apresentação de trabalhos de três artistas naifs da cidade de Embu das Artes: Silvia Maia, Renata Matusceviko e Olavo Camps, estará em cartaz a partir de hoje, 13/2, no Museu do Sol, em Penápolis, interior de São Paulo.  A exposição é fruto da parceria entre o museu e a Secretaria Municipal de Cultura. A curadoria é de Paulo Dud.


Os artistas autodidatas produzem obras sem preparação acadêmica específica, apresentando temáticas do folclore brasileiro, festas populares e religiosas e da cidade onde vivem. A seguir, um pouco do perfil de cada participante:


Silvia Maia: pernambucana, reside em Embu das Artes há mais de 30 anos. É psicóloga de formação e sempre foi sensível às manifestações culturais, como as artes plásticas. Mas foi no estilo naif que ela se descobriu artista e, desde então, não parou mais de pintar. Silvia retrata o universo da cultura popular, folclore, festas religiosas, figuras humanas, sagradas e raízes da sua terra natal, sempre de forma alegre, colorida e angelical. Se destacou em várias edições da  Bienal Naifs do Brasil de Piracicaba e no Revelando São Paulo.  


Renata Matusceviko: nasceu em Embu das Artes, é uma artista autodidata, que também foi aluna de Olavo Camps. A artista apresenta através de traços e cores, uma arte espontânea e regional, retratando memórias de Embu das artes e do Brasil. Sua criação tem referências no cotidiano em geral, figuras humanas e na preocupação com a natureza. Renata foi destaque no 28º Salão de Artes Plásticas de Embu das Artes, quando recebeu o prêmio de 3º lugar na categoria naif. Também participou da Bienal Naifs de Piracicaba, do Revelando São Paulo e das atividades culturais locais.


Olavo Camps: reside no Embu há mais de 45 anos. Foi um dos fundadores do setor de artes plásticas da Feira de Artes. Seus trabalhos naif são feitos a partir de material reciclado, usando como suporte a madeira reciclada. Olavo retrata com originalidade santos, festas populares e natureza morta. Seus quadros são de um colorido muito alegre e primitivo. O artista foi premiado em diversos Salões de Arte, tem obras em mais de 30 países, foi duas vezes finalista do Mapa Cultural Paulista, é presença constante no Revelando São Paulo e faz parte da Feira de Embu das Artes há 40 anos.


Serviço:
Exposição Nem tudo é Mandacaru
Silvia Maia, Olavo Camps e Renata Matusceviko
Até 31 de março de 2020 
Museu do Sol
Av. Rui Barbosa, Bairro Nobre, Penápolis, SP


 

POR: SECOM/PMEA

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook

© Copyright 2020 :: Todos os direitos reservados

Endereço do jornal: Rua Jundiaí, 56, bairro: Arraial Paulista, Taboão da Serra, São Paulo

Jornalista responsável: Elizeu Teixeira Filho. MTB: 50919/SP

Diretora geral: Vilma Kovacs

Site desenvolvido pela Lenium