Prefeitura de Taboão da Serra
Coronavírus

BNDES injeta R$55 bilhões para enfrentar emergência do coronavírus

As medidas de execução imediata foram aprovadas em caráter emergencial

23/03/2020 00h59
Por: Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter
Fonte: Akemi Nitahara, da Ag.Br
Foto: André/BNDS
Foto: André/BNDS

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) vai injetar R$ 55 bilhões na economia brasileira, para contribuir com a contenção da pandemia do novo coronavírus. As medidas socioeconômicas de execução imediata foram aprovadas em caráter emergencial e anunciadas domingo (22) pelo presidente do banco, Gustavo Montezano, em transmissão ao vivo pelo Youtube para jornalistas.

Serão quatro medidas com duração de seis meses: R$ 20 bilhões virão da transferência de recursos do Fundo PIS-PASEP para o Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS), a ser gerido pelo Ministério da Economia; R$ 19 bilhões da suspensão temporária de pagamentos de parcelas de financiamentos diretos para empresas, tanto o principal quanto os juros, chamada de standstill; R$ 11 bilhões em standstill de financiamentos indiretos para empresas; e R$ 5 bilhões com a ampliação do crédito para micro, pequenas e médias empresas por meio dos bancos parceiros.

“Nós estamos ampliando a nossa oferta de crédito para pequena e média empresa. Da micro a empresas com até 300 milhões de faturamento anual poderão ter acesso ao Capital de Giro BNDES, via repassador financeiro. O banco tem esse caixa disponível, financiando em até 5 anos, com 2 anos de carência, e o limite máximo é de R$ 70 milhões para cada tomador”.

Montezano explicou que as medidas apoiam o trabalhador de forma direta, com a possibilidade de novos saques do FGTS, e indireta, ao ajudar na manutenção da capacidade financeira de 150 mil empresas, que empregam mais de 2 milhões de pessoas. O presidente do banco destacou que o valor das medidas é quase igual ao total desembolsado no ano passado pelo BNDES, de R$ 60 bilhões.

Ele lembrou que o momento é inédito, por se tratar de uma crise na saúde com reflexos na economia, e que o banco tem se preparado para o desconhecido.

“O banco vem trabalhando silenciosamente nas duas últimas semanas. Fizemos modificações técnicas e hoje temos condições técnicas de trabalhar com 100% dos funcionários de casa. Agora podemos iniciar nossa missão crítica, que é essa missão anticíclica do BNDES”.

Medidas setoriais

Montezano destacou que as medidas anunciadas hoje são apenas o primeiro passo, com ações transversais que abarcam todos os setores da economia presentes na carteira de crédito do banco e os cidadãos com o FGTS. Para a próxima semana, o banco já estuda medidas setoriais, com destaque para as companhias aéreas, turismo, bares e restaurantes e estados e municípios.

Nenhumcomentário
500 caracteres restantes.
Seu nome
Cidade e estado
E-mail
Comentar
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas.
Mostrar mais comentários
Taboão da Serra - SP
Atualizado às 12h50
26°
Muitas nuvens Máxima: 27° - Mínima: 19°
27°

Sensação

7 km/h

Vento

58%

Umidade

Fonte: Climatempo
ANUNCIO LACIR BALDUSCO ANIVERSÁRIO SP REPÓRTER 20 ANOS
Anuncio Betão de aniversário do jornal
Anuncio Flavio Casimiro
Municípios
ANUNCIO JORGE COSTA ANIVERSÁRIO JORNAL 20 ANOS
Anúncio Chico Brito aniversário jornal 2020
ANUNCIO FEIJUKAS DELIVERY
Últimas notícias
Anuncio Johnatan Noventa aniversário do Jornal SP Repóter 2020
Anuncio Ronaldo Onishi aniversário do Jornal SP Repóter 2020
Jovem letreiros - início: 11/10/2019
Mais lidas
Ricardo Vaz