Sábado, 15 de Agosto de 2020
11 98407-4416
Política Sem medo do Covid-19

Em meio à pandemia, Bolsonaro visita comércios na capital do país

Orientação do Ministério da Saúde é pelo isolamento social e para que as pessoas fiquem em casa

29/03/2020 16h39
Por: Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter Fonte: Com informações da Ag.Br
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Mesmo com uma pandemia mundial de coronavírus que vitima milhares de pessoas em diversos países, com mais de 114 mortes no Brasil, o presidente da República, Jair Bolsonaro, visitou supermercados e demais comércios que estavam abertos na capital federal neste domingo, 29. Bolsonaro visitou também o Hospital das Forças Armadas (HFA).

O entendimento do Ministério da Saúde contradiz a atitude do presidente. Mandetta, que é o ministro da pasta, defende o isolamento social como arma para impedir a propagação do Covid-19. “Se a gente sair andando todo mundo de uma vez, vai faltar [equipamentos e atendimento de saúde] para o rico, para o pobre, o dono da empresa e o dono do botequim. Precisamos ter racionalidade e não nos mover por impulso. Vamos nos mover pela ciência e parte técnica.  Nosso problema não é a letalidade para o indivíduo. A conta é que esse vírus ataca o sistema de saúde e da sociedade como um todo”, ressaltou o ministro.  

Inclusive, autoridades médicas de todo o planeta seguem a linha do isolamento.

O presidente passou pelas regiões administrativas de Sobradinho, Taguatinga e Ceilândia. Esses últimos são as áreas mais populosas do DF.

No retorno ao Palácio da Alvorada, o presidente voltou a reforçar sua posição pela abertura dos comércios. “Temos problema do vírus? Temos. Devemos tomar cuidado com os mais velhos. Mas temos a questão do desemprego também. O emprego é essencial. Se o Brasil não rodar, muitos vão perder o seu emprego”, declarou.

O presidente questionou protocolos das autoridades de saúde, dizendo que nem sempre devem ser seguidos. “Quantas vezes o médico não segue o protocolo? Por que não segue? Porque tem que tomar decisão. Chefe que sou, tenho que assumir riscos, tomar decisões. Não posso ficar em cima do muro e agindo politicamente correto, a nação afunda. E não vou me furtar de assumir posições”, comentou.

Em entrevista coletiva no sábado, 29, o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, afirmou que é preciso se preocupar com a economia e com atividades como logística, mas reforçou a importância de evitar aglomerações e circulação como forma de evitar que a disseminação do vírus aumente e haja uma sobrecarga no sistema de saúde.

 

Nenhum comentário
500 caracteres restantes.
Comentar
Mostrar mais comentários
* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Taboão da Serra - SP
Atualizado às 12h48 - Fonte: Climatempo
18°
Muitas nuvens

Mín. 17° Máx. 26°

18° Sensação
13 km/h Vento
83% Umidade do ar
67% (15mm) Chance de chuva
Amanhã (16/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 15° Máx. 23°

Sol com muitas nuvens e chuva
Segunda (17/08)
Madrugada
Manhã
Tarde
Noite

Mín. 14° Máx. 20°

Chuvoso
Ele1 - Criar site de notícias