Terça, 26 de março de 2019
13 98165-3027
Cidades

09/01/2019 às 21h02 - atualizada em 21/01/2019 às 21h23

Taboão da Serra / SP

Exposição no Metrô tem como tema Adoniran Barbosa e São Paulo
O projeto “Viajando por São Paulo com Adoniran Barbosa”, do Metrô de São Paulo, ganha novidades em janeiro em comemoração aos 465 anos da cidade

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter

Exposição no Metrô tem como tema Adoniran Barbosa e São Paulo
Exposição no Metrô tem como tema Adoniran Barbosa e São Paulo - Foto: Elizeu T. Filho/SPR

O projeto “Viajando por São Paulo com Adoniran Barbosa”, do Metrô de São Paulo, ganha novidades em janeiro na comemoração aos 465 anos da cidade, e une todas as exposições sobre a relação do famoso sambista com as regiões de São Paulo.


Até 31 de janeiro, a estação Republica, da linha 3-Vermelha, recebe 52 imagens que passaram por diversas estações desde agosto, mostrando como Adoniran fez sua história não só em Jaçanã, mas toda a Zona Oeste, Norte, Sul, Leste e Centro.


As imagens do acervo, que leva o nome do músico, também trazem informações sobre a vida e obra do homem que é um dos ícones da cidade.


Adoniran Barbosa eternizou em suas músicas a São Paulo que viveu tão intensamente. Mas não foram apenas seus sambas, verdadeiras crônicas sobre a cidade e seus personagens, que ficaram no imaginário paulistano. O próprio Adoniran tornou-se parte da paisagem de São Paulo.


Nascido em 1910, em Valinhos-SP, o artista se mudou ainda muito jovem para Jundiaí e depois Santo André, até se estabelecer na capital paulista.


A vida na metrópole influenciou diretamente sua obra, principalmente pelo cotidiano ligado ao rápido desenvolvimento da cidade e pelo modo de falar de vários imigrantes recém-chegados em São Paulo, principalmente italianos.


João Rubinato, conhecido popularmente como Adoniran Barbosa, trabalhou como pintor, encanador, varredor e muitas outras funções antes de se tornar radioator e compositor.


Além de sua atuação no rádio, a carreira musical influenciou profundamente o samba paulista, com canções como “Trem das onze”, “Saudosa Maloca” e “Tiro ao Álvaro”, o que faz dele até hoje conhecido por várias gerações.


A exposição faz parte da Linha da Cultura. Para acompanhar a programação completa, acesse o site: http://www.metro.sp.gov.br/cultura/linha-cultura/programacao.aspx.   (Fonte: Gov. de SP)

POR: Elizeu Teixeira Filho

Por Elizeu Teixeira Filho, do Jornal SP Repórter
O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos o direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou com palavras ofensivas. A qualquer tempo, poderemos cancelar o sistema de comentários sem necessidade de nenhum aviso prévio aos usuários e/ou a terceiros.
Comentários

0 comentários

Veja também
Facebook

© Copyright 2019 :: Todos os direitos reservados

Endereço do jornal: Rua Jundiaí, 56, bairro: Arraial Paulista, Taboão da Serra, São Paulo

Jornalista responsável: Elizeu Teixeira Filho. MTB: 50919/SP

Diretora geral: Vilma Kovacs

Site desenvolvido pela Lenium