Terça, 25 de Janeiro de 2022
29°

Nuvens esparsas

Taboão da Serra - SP

Taboão da Serra Taboão da Serra

Taboão da Serra e região sediaram 1ª corrida automobilística do Brasil

O Circuito de Itapecerica, em 1908, tinha quase 75 quilômetros de trajeto

29/11/2021 às 23h11
Por: Por Charles Eliseu, para o Jornal SP Repórter Fonte: Charles Eliseu, jornalista do Jornal SP Repórter
Compartilhe:
Ao todo, 16 automóveis e 3 motocicletas participaram da corrida. Fotos publicadas no livro de Vergniaud Calazans Gonçalves
Ao todo, 16 automóveis e 3 motocicletas participaram da corrida. Fotos publicadas no livro de Vergniaud Calazans Gonçalves

Poucos sabem, mas fato é que a primeira corrida automobilística do Brasil teve Taboão da Serra, Embu das Artes e Itapecerica da Serra como alguns dos trajetos.

O Circuito de Itapecerica aconteceu precisamente no dia 26 de julho de 1908. À época, Taboão da Serra ainda era o bairro do Taboão), Embu das Artes era M’Boy, Embú, além de sedes como Itapecerica da Serra e a cidade de São Paulo.

Chamado de Circuito de Itapecerica, o percurso tinha cerca de 75 quilômetros entre a saída do Parque Antártica, na Pompéia, indo até o ponto mais distante, em Itapecerica da Serra, e retornando ao ponto de partida.  Ao todo, 16 automóveis e 3 motocicletas participaram da corrida.

Não houve relatos acidentes graves e o Jornal O Estado de S. Paulo, em sua edição de 27 de julho de 1908 relatou o êxito da realização, apesar das estradas de difícil circulação. “Foi um sucesso, e sucesso em toda a linha, a grande corrida de automóveis realizada ontem, sob a direção do Automóvel Clube de S. Paulo”.

O vencedor foi Sylvio Álvares Penteado, com um Fiat de 40 HP, que chegava a atingir 50 km/h. “O primeiro a chegar, apesar de ter saído em terceiro lugar, foi o sr. Sylvio Penteado, tendo feito todo o circuito em sua Fiat no extraordinário tempo de 1 hora, 30 minutos e 5 segundos, vencendo em primeiro lugar na sua categoria”, conta o jornal, que explica ainda que “na categoria A, motocicletas, venceu em primeiro lugar o sr. F. Nielsen em 1h 54m”.

De acordo com a detalhada reportagem no Estadão, os corredores, ao final da corrida, foram aclamados pelo público. “Uma multidão colossal estacionava pelas ruas, aplaudindo freneticamente os concorrentes à sua passagem, Em M’Boy, ergueram arcos na estrada; em Santo Amaro, atiravam flores sobre os automobilistas que, por toda a parte, foram recebidos com aclamações. Em toda a extensa avenida Paulista via-se de cada lado uma fila compacta de povo. Nas esquinas e em toda a avenida, destacavam-se, perfilados, os briosos e disciplinados soldados da nossa polícia. De tempos a tempos essa multidão era despertada por um toque de corneta: era um concorrente que avançava velozmente, deixando atrás de si, admirados e entusiasmados, os espectadores”.

Com o grande entusiasmo, um banquete foi realizado após a vitoriosa corrida. “Em seu palácio, em Higienópolis, o conde Alvares Penteado ofereceu um banquete aos diretores do Automóvel Club Brasil. À mesa, lindamente ornamentada, sentaram-se os convidados na seguinte ordem: condessa Alvares Penteado, dr. Aarão Reis, mme. Eglantina Penteado Prado, Luiz Moraes, Antonio Prado Junior, Caio Prado, Luiz Fonseca, Numa de Oliveira, dr. Hervani Pinto, conde Alvares Penteado, José Paulino Nogueira Filho, dr. Clovis Glycerio, Sylvio Penteado, G. G. Alexandersone e dr. Washington Reis. Ao champagne o conde Penteado brindou ao Automóvel Clube do Brasil na pessoa do seu digno presidente dr. Aarão Reis, agradecendo o valioso concurso que esse clube veio prestar à corrida organizada pelo Automóvel Club de São Paulo e fazendo votos pela sua prosperidade”, detalha o Estadão.

Veja fotos do mapa do circuito, do vencedor Sylvio Penteado e de um dos trechos da corrida:

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Ele1 - Criar site de notícias